×
Maranhão

Covid-19: Flávio Dino prorroga medidas, antecipa feriado e suspende atividades no MA

Covid-19: Flávio Dino prorroga medidas, antecipa feriado e suspende atividades no MA — Foto: Reprodução

Bares e restaurantes não poderão funcionar até dia 28 de março. O governador ainda anunciou a atencipação do feriado da Adesão do Maranhão à Independência do Brasil.

Em coletiva nesta sexta-feira (19), o governador Flávio Dino (PcdoB) anunciou a prorrogação das medidas restritivas anunciadas para conter o avanço da Covid-19 no Maranhão. O fechamento de bares e restaurantes, redução do horário comercial e suspensão do serviço público ainda estarão vigente até o domingo (28).
O governador ainda anunciou a antecipação do feriado da Adesão do Maranhão à Independência do Brasil, celebrado em 28 de julho para a sexta-feira (26) deste mês. Com isso, em todo o estado, será feriado prolongado a partir de sexta-feira até o domingo (28).
Além disso, o decreto ainda inclui a suspensão das atividades não essenciais no final de semana dos dias 27 e 28 de março e a suspensão das cirurgias eletivas na rede privada a partir de segunda-feira (22).
O horário e limite de ocupação de alguns serviços também vão sofrer alteração até o dia 28 na Grande São Luís. Veja como fica:
Construção civil: funcionamento das 7h às 16h;
Academias: podem funcionar respeitando o limite de 50% da ocupação;
Supermercados: podem funcionar respeitando o limite de 50% de ocupação (1 por família);
Vacina contra a Covid-19
O Maranhão assinou o contrato para a compra de 4,582 milhões de doses da vacina russa Sputnik, produzida pelo instituto russo Gamaleya em parceria com a farmacêutica brasileira União Química.

“Tomei a decisão de assinar um contrato nesta semana exatamente porque nós estamos vendo em Israel, Estados Unidos e Inglaterra que a vacinação produz efeitos. Tomamos a decisão e assinamos o contrato de 4,582 milhões de vacina”, disse o governador.
A eficácia da Sputnik é de 91,96%, conforme exposto em painel pelo governador e está em uso em mais de 40 países. Durante a entrevista, o governador frisou que, até o momento, o Maranhão recebeu 632 mil doses de vacinadas e distribuiu 438 mil. No Estado, 341 mil doses foram aplicadas pelos municípios.
Segundo Dino, o Maranhão vai ofertar a vacina Sputinik V para o Brasil e se o governo federal negar a oferta, as vacinas serão aplicadas exclusivamente para a população maranhense.
“Nós estamos aguardando informações da Rússia, quando as vacinas estiverem prontas, as entregas serão realizadas no mês de abril”, disse.

Fonte: G1 MA